quarta-feira, 22 de março de 2017

Depois da paçoca, Anvisa proíbe papinha para bebês



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TNH1 Imagem: Divulgação


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta segunda-feira, 20, a venda de produtos alimentícios para crianças da marca Papá no Prato. Segundo a agência, os alimentos eram comercializados online por um fabricante desconhecido e não tinham registro.
Os produtos Etapapá 1, 2, 3 e Frutas, além de outros gêneros da marca Papá no Prato foram proibidos de serem fabricados, comercializados e divulgados em todo o Brasil.
Na resolução publicada no Diário Oficial da União, a agência lembra que os alimentos de transição para lactentes e crianças da primeira infância (de 0 a 6 anos) são de registro sanitário obrigatório.
Em seu site, a Papá no Prato informa que está em manutenção para regularizar a documentação dos produtos na Anvisa.
Na segunda, a agência havia divulgado também a interdição de um lote de paçoca em rolha da marca Dicel, produzida em Goiânia, por conter alto teor de uma substância cancerígena.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário