segunda-feira, 6 de março de 2017

Delegado fala sobre morte de jovem no Salto Barão do Rio Branco



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RODRIGO ZUB (RÁDIO NAJUÁ) Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias) e Divulgação

As investigações preliminares da Polícia Civil apontam que a jovem Franciele Cristina Danichevcz, de 21 anos, morreu após escorregar e cair na cachoeira do Salto Barão do Rio Branco, um dos principais pontos turísticos de Prudentópolis.
O Delegado Osmar de Albuquerque Pontes Junior descarta a hipótese de homicídio. “Do que apuramos até agora, não há nenhum elemento que tenha ocorrido um crime naquele local. Pelo contrário, as informações que chegaram até o presente momento é que efetivamente houve uma fatalidade, houve um acidente”, afirma.
Conforme informações divulgadas em grupos de WhatsApp e redes sociais, Franciele apresentava uma perfuração em seu corpo. Porém, o Delegado diz que o ferimento não foi causado por disparo de arma de fogo. “Nada que foi apurado indica que a causa da morte tenha sido a participação de uma terceira pessoa. O que teria se falado muito é que a vítima teria uma lesão compatível com uma perfuração, mas evidentemente que essa perfuração pode ter sido causada por vários fatores. Não há até o presente momento nenhum indício de que ela tenha sido vítima de um eventual disparo de arma de fogo. Existe uma lesão, mas não é compatível com disparo, mas com outra situação envolvendo, por exemplo, objetos pontiagudos. Eventualmente um graveto, uma ponta de pedra podem ter causado essa lesão no corpo da vítima. De fato não foi encontrado qualquer projétil de arma de fogo no corpo da vítima. Por enquanto, a linha investigatória conduz a um acidente”, revela Osmar.
A Polícia Civil tem o prazo de 30 dias para concluir as investigações. “O laudo em poucos dias fica pronto. Provavelmente nesta semana, o laudo será encaminhado para a Delegacia, mas preliminarmente foi verificado que não foi encontrado nenhum projétil no corpo da vítima. A lesão localizada no cadáver pode ter sido causada por outros fatores. Nos próximos dias vamos concluir as investigações e retransmitiremos a verdadeira causa da morte da vítima”, revela o Delegado.
Osmar ainda relata que a Polícia Civil pretende ouvir mais algumas pessoas que tiveram contato com a vítima momentos antes do acidente. “Foi um acontecimento muito relevante. Nós desde o primeiro momento iniciamos a investigação para identificar o que exatamente ocorreu naquele momento e local. O fato é que a Polícia Civil já ouviu várias pessoas, nos próximos dias vamos ouvir outras pessoas que tiveram contato com a vítima naquela data ou até momentos antes do fato, mas a linha de investigação identifica um provável acidente naquele momento, naquele local”. 
MATÉRIA RELACIONADA:
Jovem morre ao cair de cachoeira em Prudentópolis.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário