terça-feira, 14 de março de 2017

Cursos da Unicentro de Prudentópolis está entre melhores do país. Unicentro é 37. melhor Universidade brasileira



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: UNICENTRO Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, essa semana, o resultado dos indicadores de qualidade para a educação superior brasileiros. Os índices são medidos pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e revelam, em uma escala de 1 a 5, qual é a avaliação dos cursos de graduação e das instituições de ensino superior (IES) do país. No total, foram avaliadas 231 IES, 8.121 cursos e 447.056 participantes (os egressos) em todo o território nacional.
Nesse universo, a Unicentro conquistou reconhecimento pelo trabalho sério e dedicado que realiza ao longo dos anos. A Universidade Estadual do Centro-Oeste, segundo o IGC (Índice Geral de Cursos), é a 37. melhor instituição de ensino superior brasileira. Entre as universidades públicas do país, ocupa a 33. colocação e é a décima se forem contadas apenas as públicas dos três estados da região sul. O ranking também a coloca como a 8. melhor universidade estadual brasileira e a quarta melhor entre as estaduais do sul do Brasil.
“Essa divulgação dos resultados da avaliação feita pelo Ministério da Educação, novamente, comprova que a Unicentro é uma instituição bem colocada no cenário no que diz respeito à qualidade da sua graduação. É um resultado que comprova a qualidade do trabalho que se faz na Unicentro, o resultado do esforço de toda a comunidade acadêmica – professores, funcionários, alunos, e toda a gestão institucional – no que diz respeito a, mesmo em condições extremamente adversas, obter resultados que colocam a Universidade entre as melhores do país. Nos últimos anos temos vivido um conjunto de situações que tem dificultado muito a preservação da qualidade do trabalho desenvolvido na Universidade. São enormes restrições e isso tudo tem nos colocado cada vez mais dificuldades. E, ainda assim, a Unicentro está entre as melhores do país”, avaliou o reitor da instituição, professor Aldo Nelson Bona.
As avaliações foram realizadas em novembro de 2014 e os resultados foram divulgados só agora, com um atraso de quatro meses, já que, tradicionalmente, são publicizados um ano depois da aplicação da prova do Enade (Exame Nacional de Cursos). Na ocasião, a Unicentro teve oito cursos e dezesseis ofertas avaliadas: Administração (Guarapuava, Irati, Pitanga, Chopinzinho e Prudentópolis); Ciências Contábeis (Guarapuava, Irati, Pudentópolis e Chopinzinho); Ciências Econômicas (Guarapuava); Jornalismo (Guarapuava); Psicologia (Irati); Publicidade e Propaganda (Guarapuava); Secretariado Executivo (Guarapuava e Laranjeiras do Sul); e Turismo (Irati).
A oferta de Irati do curso de Administração, por exemplo, conquistou notas 5 no CPC (Conceito Preliminar de Curso) e 4 no CE (Conceito Enade). Com isso, o curso consolida-se como o único a obter CPC 5 entre as ofertas em instituições de ensino superior públicas no Paraná e foi considerado o segundo melhor do Paraná e o quatro de toda a região sul do Brasil. Para o chefe do Departamento, professor Sérgio Doliveira, o resultado é fruto de um trabalho coletivo, que envolve professores e alunos. “É o reflexo do trabalho já desenvolvido há vários anos dentro do Departamento de Administração e dentro da Universidade. Comprometimento do conjunto de professores e alunos. Não é possível uma coisa ocorrer sem a outra. Se nós tivermos comprometimento desses dois atores principais, desses dois agentes principais no processo de ensino-aprendizagem a gente obtém sucesso”.
Também lotado no campus de Irati o curso de Psicologia tem CE 5 e CPC 4, consagrando-se como o melhor do Paraná e o sexto melhor da região sul. Com o resultado, segundo a vice-chefe do Departamento, professora Alayde Digiovanni, os professores entenderam que “o trabalho tem sido bem feito e que nossos alunos têm respondido à dedicação dos professores, da equipe docente e têm se dedicado aos trabalhos cotidianos da Universidade. Entendemos que estamos formando, de fato, o profissional que o Ministério da Educação espera para a área de Psicologia”.
Já em Guarapuava, no campus Santa Cruz, são destaques os cursos ofertados pelo Departamento de Comunicação (Decs) – Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Ambos obtiveram CE 5 e CPC 4. Para o professor Alexandre Lara, vice-chefe do Decs, a avaliação é motivo de orgulho. “A gente está o tempo todo buscando implementar políticas pedagógicas que, cada vez mais, estimulem o acadêmico a atingir tanto o conceito 5 dentro da Universidade quanto o ápice na sua profissão. Ao mesmo tempo, o duplo 5 aumenta demais nossa responsabilidade enquanto Departamento. Afinal, a gente pretende manter esse conceito 5 nas outras análises que o Inep vai fazer ao longo do anos”.
A jornalista Naiara Persegona, formada em 2015, foi uma das acadêmicas que realizou a prova como concluinte em novembro de 2014 pela Unicentro. “Eu fico muito contente em ver que o curso de Jornalismo da Unicentro foi avaliado como um curso de excelência. E esse conceito % não veio por acaso. O resultado é fruto de muito trabalho, tanto de Departamento, quanto dos acadêmicos. Essa avaliação é, com certeza, mais um motivo de orgulho por eu ter feito Jornalismo na Unicentro.
Entenda as avaliações da Educação Superior brasileira
São três os Indicadores de Qualidade da Educação Superior: Conceito Enade (CE); Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Eles mantêm relação direta com o Ciclo Avaliativo do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e, portanto, são avaliados segundo as áreas de avaliação vinculadas a um dos três ciclos. Em 2014/2015, foram avaliados os bacharelados nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e áreas afins e os Eixos Tecnológicos em Gestão e Negócios, Apoio Escolar,
O Conceito Enade (CE) é um indicador de qualidade calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação no Enade. O indicador é resultante da média ponderada da nota padronizada dos concluintes na prova de Formação Geral (10 questões, sendo 8 objetivas e duas discursivas, comum para todas as áreas avaliadas) e na Conhecimento Específico (30 questões, sendo 27 objetivas e três discursivas). Em 2015; 3,4% dos concluintes que fizeram o Enade obtiveram o conceito 1; 26,9%, o conceito 2; 42,7%, o conceito 3; 18,8%, o conceito 4 e 5%, o conceito 5.
O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um indicador de qualidade que agrega diferentes variáveis: resultados da avaliação de desempenho de estudantes, ou seja, o Conceito Enade; titulação e regime de trabalho do corpo docente; percepções dos estudantes sobre a organização didático-pedagógica, infraestrutura e as oportunidades de ampliação da formação acadêmica e profissional. O indicador é calculado somente para cursos com, no mínimo, dois concluintes participantes no Enade. Em 2015; 0,3% dos cursos obtiveram conceito 1; 11%, conceito 2; 57,7%, conceito 3; 26,5%, conceito 4 e 1,1%, o conceito 5.
O Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) é calculado por IES e considera a média dos CPC dos cursos avaliados da instituição, no triênio de referência, ponderada pelo número de matrículas, além da média dos conceitos da avaliação trienal da Capes dos programas de pós-graduação stricto sensu, ponderada pelo número de matrículas. Para instituições sem programas de pós-graduação stricto sensu avaliados pela Capes, o IGC é a média ponderada dos CPC de seus cursos de graduação. Em 2015; 0,4% das IES obtiveram conceito 1; 4%, conceito 2; 67%, conceito 3; 16,6%, conceito 4 e 1,1 conceito 5.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário