domingo, 26 de março de 2017

Confira pelo que cada time briga e o que precisa na reta final



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: TRIBUNA DO PARANÁ Imagem: Divulgação

O Campeonato Paranaense chegou à sua penúltima rodada da primeira fase com muita coisa ainda em jogo. Com mais seis pontos em disputa, desde a liderança, passando pela classificação até a briga contra o rebaixamento. Tudo está em aberto e a disputa promete ser acirrada nesta rodada, que tem confrontos diretos e interessante.
A jornada começa neste sábado (25), quando o Atlético, mais uma vez com a garotada, receberá o vice-líder Cianorte, sonhando com a ponta, às 16h, na Arena da Baixada. O Furacão precisa ganhar para nao correr riscos de não se classificar.
No domingo (26), o Paraná Clube encara um preocupado Toledo, que vem de duas derrotas seguidas, saiu do G8 e agora se vê ameaçado pela zona de rebaixamento, assim como Cascavel e Prudentópolis, que jogam em Cascavel querendo confirmar uma vaga no mata-mata, mas ao mesmo tempo acabar com qualquer risco de queda.
Lá embaixo, o jogo que mais chama atenção é o confronto direto entre Foz do Iguaçu e PSTC, que estariam rebaixados se o campeonato acabasse hoje.
J. Malucelli x Londrina, querendo se garantir entre os quatro primeiros, e Coritiba x Rio Branco fecham a rodada, que pode definir quase tudo, diante de uma combinação perfeita.
Confira o que cada clube precisa para alcançar seu objetivo: 
Paraná Clube – 1º colocado com 22 pontos
Objetivo: Terminar na liderança
Quem enfrenta: Toledo (fora) e Atlético (casa)
O que precisa: Atualmente, o Tricolor é o líder da competição, com 22 pontos, três a mais que o segundo colocado Cianorte. Por conta do regulamento, uma vitória deve ser o suficiente para o time paranista confirmar a primeira colocação. Ou seja, é o que tem a situação, na teoria, mais tranquila.
Cianorte – 2º colocado com 19 pontos
Objetivo: Terminar na liderança
Quem enfrenta: Atlético (fora) e Prudentópolis (fora)
O que precisa: Com a vitória de virada e o empate do J. Malucelli, o Cianorte alcançou a vice-liderança e se aproximou do Paraná Clube. Com três pontos a menos que o Tricolor, o Leão do Vale do Ivaí precisa ganhar os dois jogos e torcer que o time paranista consiga, no máximo, dois empates. Se ganhar um jogo e empatar outro, o Paraná teria que perder as duas partidas. Se perder um duelo que seja, o Cianorte só poderá brigar pelo segundo lugar.
J. Malucelli – 3º colocado com 18 pontos
Objetivo: Terminar na liderança
Quem enfrenta: Londrina (casa) e PSTC (fora)
O que precisa: O empate com o Atlético na última quarta-feira (23) tirou o J. Malucelli do segundo lugar, mas o deixou com a mesma distância para a liderança. Precisando tirar quatro pontos de diferença, ao Jotinha só interessa ganhar os dois jogos e ainda torcer para que o Tricolor some, no máximo, um ponto, e o Cianorte ganhe um jogo e empate o outro.
Coritiba – 4º colocado com 17 pontos
Objetivo: Terminar na liderança
Quem enfrenta: Rio Branco (casa) e Londrina (fora)
O que precisa: Em recuperação no campeonato, o Coritiba vem embalado para estas duas últimas rodadas. Porém, a tarefa de chegar à liderança é árdua. A conta é simples: precisa ganhar os dois jogos e torcer para que o Paraná perca os dois confrontos, que o Cianorte some, no máximo, três pontos, e o J. Malucelli quatro pontos. Uma combinação complicada, mas que, no meio do caminho, pode se tornar um segundo lugar.
Londrina – 5º colocado com 12 pontos
Objetivo: Quarto lugar
Quem enfrenta: J. Malucelli (fora) e Coritiba (fora)
O que precisa: Com 12 pontos, o Londrina ainda não está classificado para a próxima fase, mas precisa de mais dois pontos para isso, sem depender de outros resultados. Porém, o Tubarão ainda sonha com o quarto lugar para ter a vantagem do mando nas quartas de final. Para isso se confirmar, o Alviceleste terá que ganhar do terceiro colocado J. Malucelli e do quarto Coritiba, além de torcer para que o Coxa perca para o Rio Branco no domingo (26).
Prudentópolis – 6º colocado com 11 pontos
Objetivo: Se classificar
Quem enfrenta: Cascavel (fora) e Cianorte (casa)
O que precisa: Antes tranquilo na tabela, o Prudentópolis acabou se complicando. Nos últimos cinco jogos, foram apenas uma vitória e quatro derrotas, sendo duas delas nas últimas rodadas. Ainda assim, a situação é, de certa forma, confortável. O Prude se ganhar do Cascavel no domingo já se garante nas quartas de final, uma vez que, mesmo que todos seus concorrentes ganhem neste final de semana, na última rodada haverá dois confrontos diretos que tiram a chande do clube ficar fora do G8.
Porém, se tropeçar contra a Serpente, o Prudentópolis pode terminar a rodada até na zona de rebaixamento se verá obrigado a ganhar do Cianorte na última rodada.
Atlético – 7º colocado com 11 pontos
Objetivo: Se classificar
Quem enfrenta: Cianorte (casa) e Paraná (fora)
O que precisa: A situação do Atlético não é tão simples. Embora dependa apenas de si, o Furacão tem pela frente os dois primeiros colocados da tabela e, dependendo da combinação de resultados, pode terminar a 10ª rodada na zona de rebaixamento. Mas, para se classificar, basta uma simples vitória contra o Cianorte, independentemente do que acontecer nas outras partidas, por conta dos confrontos da rodada final. Se tropeçar, chega à rodada final, no clássico contra o Tricolor, precisando ganhar de qualquer jeito.
Cascavel – 8º colocado com 10 pontos
Objetivo: Se classificar
Quem enfrenta: Prudentópolis (casa) e Toledo (fora)
O que precisa: Com apenas uma vitória nos últimos quatro jogos, o Cascavel pode confirmar a vaga no G8 nesta rodada. Para isto, precisa vencer o Prude e torcer para que Rio Branco, Toledo e Foz do Iguaçu, no máximo, empatem seus jogos. Caso Rio Branco e Foz vençam, a Serpente torceria por um empate entre eles na rodada final para avançar mesmo perdendo para o Toledo.
Rio Branco – 9º colocado com 8 pontos
Objetivo: Se classificar
Quem enfrenta: Coritiba (fora) e Foz do Iguaçu (fora)
O que precisa: Em queda livre na tabela, o Rio Branco tem apenas três pontos nos últimos cinco jogos e saiu do G8 na rodada passada, ficando fora da zona de rebaixamento por conta do saldo de gols. Para escapar da degola, basta ganhar do Foz do Iguaçu na rodada final, mas, para avançar para o mata-mata o Leão da Estradinha também tem que, no mínimo, empatar com o Coritiba e torcer para que pelo menos um entre Prudentópolis, Atlético e Cascavel somem, no máximo, um ponto.
Toledo – 10º colocado com 8 pontos
Objetivo: Escapar do rebaixamento
Quem enfrenta: Paraná (casa) e Cascavel (casa)
O que precisa: O Toledo é quem tem o pior rendimento nas últimas cinco rodadas, com apenas um ponto somado. Por isso, mesmo com dois pontos atrás do oitavo colocado, o Cascavel, e tendo o confronto direto com ele na última rodada, o Porco se preocupa mais com a zona de rebaixamento do que com o G8. A vantagem é que jogará os dois últimos jogos em casa e, dependendo dos outros resultados, pode escapar da queda com uma simples vitória, desde que Rio Branco e Foz não vençam nesta 10ª rodada. Se isso acontecer, dependerá apenas de uma vitória contra o Cascavel para se classificar
Foz do Iguaçu – 11º colocado com 8 pontos
Objetivo: Escapar do rebaixamento
Quem enfrenta: PSTC (casa) e Rio Branco (fora)
O que precisa: Apesar de estar constantemente na zona de rebaixamento, o Foz do Iguaçu vem mostrando um ótimo poder de reação. Depois de conseguir um ponto em 15 disputados, o time da fronteira somou sete nos últimos 12 e pode deixar a zona da degola neste final de semana se vencer o lanterna PSTC em casa e Rio Branco ou Toledo não ganharem. Além disso, a partida contra o Leão da Estradinha, em Paranaguá, na última rodada, pode se tornar em confronto direto pela permanência na elite.
PSTC – 12º colocado com 5 pontos
Objetivo: Escapar do rebaixamento
Quem enfrenta: Foz do Iguaçu (fora) e J. Malucelli (casa)
O que precisa: Atual quarto colocado do Paranaense, O PSTC é o único time que não tem mais chances de classificação para a próxima fase. Com apenas cinco pontos, o time de Cornélio Procópio depende de várias combinações para seguir na elite. Mas, para isso, precisa obrigatoriamente ganhar do Foz. Caso contrário, confirmará a queda. Ganhando, ainda precisará ganhar do J. Malucelli na última rodada e torcer para que, nestas próximas duas rodadas, Rio Branco e Toledo somem, no máximo, dois pontos.


OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário