sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

VÍDEO - Câmera flagra mãe e filho agredindo vice-diretora em escola de SP



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: NE10 Imagem: Divulgação

A vice-direta da escola estadual Jardim Rossin em Campinas, no interior de São Paulo, foi agredida dentro das dependências da unidade de ensino e a cena foi flagrada pelas câmeras de segurança do local. Os agressores são uma mãe e seu filho adolescente de 14 anos, aluno da instituição. As informações sobre o caso dão conta de que a mãe foi chamada ao local para uma conversa sobre o mau comportamento do filho, que havia se negado a realizar uma tarefa escolar e teria mostrado seu órgão genital para a vice-diretora.
No vídeo é possível ver a mulher carregando um bebê e conversando com a docente na porta de uma sala, com o menino - aluno da escola - um pouco mais afastado. Na sequência, ele também se aproxima delas, mas sem se envolver a princípio. Em seguida a mulher entrega o bebê para o filho e passa a se dirigir para alguém que está dentro da sala, com a vice-diretora ao seu lado.
Em um certo momento a vice-diretora faz algum comentário e a reação imediata da mãe é agredi-la. O jovem coloca a criança em um banco e também parte para agredir a docente. A situação termina numa confusão que envolve outras pessoas. É possível identificar mãe e filho desferindo socos e pontapés contra a professora. A cena termina após um grupo de pessoas intervir e conter os agressores.
Docente prestou queixa e aluno será transferido de escola
Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Campinas afirmou que “lamenta profundamente a conduta da mãe do aluno e do adolescente” e que a professora registrou boletim de ocorrência a respeito do acontecido. A administração regional apontou também que “presta todo o apoio à docente e a escola mantém medidas pedagógicas e educacionais para que casos assim sejam evitados”.
O caso, que aconteceu no último dia 14, será investigado pela polícia. A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo informou que aluno será transferido para uma nova instituição, já que não há como mantê-lo na unidade após a agressão.
Assista:

video

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário