terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Jovem e menor confessam ter matado pastor e seguem em liberdade



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: O BEM DITO Imagem: Divulgação


Um jovem de 19 e um menor de 17 confessaram ter matado o pastor Augusto Riss. Os dois foram se apresentaram na tarde desta sexta-feira (24) na delegacia de Umuarama e foram liberados após o depoimento. A justificativa é que não existia mandado de prisão e o flagrante já havia expirado.
O delegado Osnildo Carneiro Lemes deve ser pronunciar sobre o assunto na próxima quarta-feira. O jovem e o menor teriam alegado motivos passionais para matar Riss. Um deles manteria relacionamento recente com o pastor, que insistia para levá-lo a São Paulo.
Riss foi morto a chutes, conforme o jovem e o adolescente relataram ao delegado, que considera o crime elucidado.
Augusto Riss, que morava em São Paulo e tinha vindo a Umuarama para visitar a irmã, desapareceu na quinta-feira (16). O corpo dele foi encontrado dois dias depois (sábado, 18) numa trilha do bosque do Índio. O rosto estava praticamente desfigurado.
O crime chocou a cidade pela crueldade das circunstâncias e porque o pastor era conhecido na cidade. Há vários anos, porém, ele vivia em São Paulo, onde era responsável por uma igreja.
Liberdade
Na quarta, Lemes deve relatar em detalhes a elucidação do crime. Até lá a expectativa é que a prisão do criminoso e do infrator (por força do Estatuto da Criança e do Adolescente, a menores de idade não são atribuídos crimes e sim atos infracionais) já tenha sido expedida pela justiça. 
MATÉRIAS RELACIONADAS:
Pastor foi torturado e morto a pauladas no PR.

Pastor pode ter sido morto após encontro com parceiro sexual em bosque, diz delegado.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário