sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Após pesquisa, filho de Bolsonaro lança enquete sobre eleição e Lula fica na frente



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: ZERO HORA Imagem: Rafaela Martins (Agencia RBS)


Após a divulgação da pesquisa CNT de intenções de voto a presidente nas Eleições 2018, o filho do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) Flávio Bolsonaro (PSC-RJ) abriu uma enquete no Twitter questionando sobre um possível segundo turno da disputa.
Na rede social, Flávio propõe: "Já que os institutos de pesquisa, por preconceito, não perguntam, pergunto eu: no 2º turno, em quem você votaria para Presidente do Brasil?", estipulando Lula e Jair Bolsonaro como opções. A resposta, entretanto, pode ter surpreendido a família Bolsonaro, já que o petista tem 69% da preferência dos 200 mil votos contabilizados até a publicação desta reportagem.
Segundo a CNT, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva aparece na liderança com 30,5% dos votos, à frente de Marina Silva (11,8%) e Jair Bolsonaro (11,3%). No cenário de consulta espontânea, quando não é apresentado nenhum nome aos entrevistados, Lula também lidera com 16,6% as intenções. Neste caso, Bolsonaro aparece em segundo com 6,5% e Aécio Neves em terceiro, com 2,2%. A pesquisa, realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) com o instituto MDA, porém, não levanta a hipótese de segundo turno.
Nesta sexta-feira, o deputado Jair Bolsonaro manteve a rotina de participar de eventos militares, segmento onde espera contar com o maior número de votos na próxima eleição.
— Tenho conversado na minha andança pelo Brasil. Em vários Estados, o pessoal tem dito que acredita que eu possa ser uma opção para o Brasil — disse o deputado ao jornal O Estado de S.Paulo.
Por volta das 8h30min, Bolsonaro discursou no clube de bombeiros de Brasília sobre temas que têm feito parte de suas agendas, como problemas na segurança e previdência dos militares. Após deixar o local, foi para o plenário da Câmara, onde recebeu vários cumprimentos antes de deslocar para o Rio.
Contrariado com a direção do PSC, o deputado afirma que não vai disputar a próxima eleição pelo partido.
— É decisão tomada da minha parte. Eu vou procurar outro partido. Pretendo até setembro no máximo estar definido — ressaltou.
Diante do desempenho nas pesquisas, a decisão de Bolsonaro abriu nos bastidores um leilão entre legendas consideradas médias para tê-lo como candidato presidencial.
— O convite foi feito em dezembro. Mas ele ficou de pensar. O partido está ciente de que ele quer disputar à presidência — afirmou o líder do PR na Câmara, Aelton Freitas (MG).
Bolsonaro também tem sido sondado pelo PRB. Em novembro, a direção da sigla chegou a fazer uma consulta a todos os 27 diretórios estaduais sobre a possibilidade do deputado ingressar na legenda. Uma decisão prévia deve ocorrer após o carnaval.
— Existem conversas, mas não estão em situação de fechamento — afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e presidente licenciado do PRB, Marcos Pereira.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário