quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Prefeitura de Piraí do Sul terá três concorrentes em nova eleição



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: A REDE Imagem: Divulgação


Ao menos três chapas deverão disputar a eleição suplementar para a escolha do novo prefeito e vice-prefeito de Piraí do Sul, cidade na região dos Campos Gerais. Com o indeferimento definitivo da candidatura de Antônio El-Achkar (PTB), o Toto, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os mais de 16 mil eleitores de Piraí deverão ir às urnas ainda no primeiro trimestre desse ano para uma nova votação.
Com o indeferimento de ‘Toto’ no TSE, Márcio da Silva (PSB) assumiu a Prefeitura interinamente – Márcio do Gás, como é conhecido, foi eleito presidente da Câmara de Vereadores e seguirá como prefeito da cidade. Márcio assumiu o cargo já na última segunda-feira (02) e promete ter uma gestão austera e responsável do município até que a situação se normalize.
Diante da situação, pelo menos três candidatos já tentam articular as candidaturas para o cargo de prefeito. O principal nome é o agora ex-prefeito de Piraí do Sul, Tim Milleo (PSD) – Tim disputou com ‘Toto’ a eleição de outubro de 2016 e acabou derrotado por uma diferença de apenas 76 votos. Assim que o Tribunal Regional Eleitoral (TER) determinar a nova data da eleição, Milléo deverá registrar a candidatura.
Outro candidato praticamente garantido na disputa é Sérgio Castanho (REDE) que, assim como Tim, é medico e atua no município. A candidatura de Castanho foi confirmada pelo deputado federal Aliel Machado, um dos principais nomes do partido no Paraná – Sérgio foi procurado pela reportagem do Jornal da Manhã, mas não atendeu aos telefonemas. O terceiro candidato é um velho conhecido da política de Piraí do Sul.
Guilherme Jonker, empresário filiado ao PR, já foi vereador em Piraí por dois mandatos, além de ter ocupado o cargo de vice-prefeito do município. De acordo com o empresário, a candidatura ainda não está confirmada e isso deveria ser definido em uma reunião ainda na noite de terça-feira (03). Sobre o retorno ao meio político, Guilherme foi enfático. “Só quero voltar a política de Piraí do Sul para dar um pouco mais de seriedade e transparência, o povo não aguenta mais tanta confusão”, contou Jonker.
TRE já tem datas para as eleições suplementares
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já elencou as datas possíveis para as novas eleições em Piraí do Sul. O pleito poderá acontecer nos dias 15 de janeiro, 5 de fevereiro, 12 de março, 2 de abril, 7 de maio, 4 de junho, 2 de julho, 6 de agosto, 3 de setembro, 1º de outubro, 12 de novembro ou 3 de dezembro. Caberá ao TRE organizar o novo pleito e as regras da nova disputa, mas a expectativa é que o município escolha o novo prefeito ainda no primeiro trimestre de 2017.
‘Toto’ não poderá concorrer no novo pleito

Vencedor nas urnas em outubro de 2016, ‘Toto’ (PTB) não deverá poder concorrer no pleito. Com o TSE rejeitando o registro da candidatura por cinco votos contrários e apenas um favorável ao aceite, o candidato deverá ficar de fora da nova disputa. A decisão judicial que tirou Toto da disputa se refere ao pagamento incorreto de diárias. O candidato do PTB afirmava que o TSE tinha jurisdição favorável a reforma de decisões em casos do tipo. Segundo Achkar (PTB) o processo judicial foi provocado por erros no pagamento de diárias ao município, mas garante que a ação não gerou danos ao patrimônio público e foram resultado apenas de um erro formal e burocrático.
MATÉRIA RELACIONADA:

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário