sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Paraná terá mega aeroporto de cargas



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: PARANÁ PORTAL Imagem: Divulgação

Um aeroporto de cargas com pista de quatro mil metros de comprimento, quase o dobro da pista do Aeroporto Internacional Afonso Pena (Grande Curitiba) deve ser construído entre Curitiba e Ponta Grossa, na região do quilômetro 46 da BR-277, em São Luiz do Purunã (Campos Gerais do Paraná).
O projeto aguarda licença do Quinto Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (Conar), em Porto Alegre (RS). A próxima etapa, após a licença da Aeronáutica, é a licença no Instituo Ambiental do Paraná (IAP).
A área adquirida para construção do aeroporto tem 600 hectares. Segundo o empresário Joel Malucelli, dono da área e fundador do grupo responsável pelo projeto, o novo aeroporto poderá receber os maiores aviões do mundo, incluindo o Antonov Mriya An-225, que aterrissou nessa segunda-feira (14) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.
“O objetivo principal são os aviões de carga. Hoje, aviões aterrizam em Curitiba com no máximo 30% da carga e decolam com 20% porque a pista é muito curta. A base principal é Vira Copos (em Campinas). Com esse projeto, nós poderemos aceitar o maiores aviões que existem no mundo”, afirma.
O modelo de negócio deve seguir o aplicado no Aeroporto de Vira Copos, em Campinas no Interior de São Paulo, onde circulam as maiores cargas distribuídas no Paraná. O projeto do novo aeroporto também contempla a circulação de aviões executivos.
“A princípio aviões de carga, mas certamente aviões executivos. Nossa intenção em futuro próximo é que alguma empresa aérea adote esse novo aeroporto como a Azul adotou o Aeroporto de Vira Copos”.
De acordo com o Malucelli, o “mega aeroporto” seria alternativa para um provável congestionamento de cargas.
“Há necessidade de ter um porto seco da Receita Federal, barracões de depósito de mercadoria, toda estrutura de um aeroporto novo, principalmente de um aeroporto desse porte. Atendendo uma região industrial como é Ponta Grossa, nós temos certeza de que será um sucesso esse projeto”, confia.
O presidente do grupo, Alexandre Malucelli, afirma que o novo aeroporto atende a uma demanda notável da região.
“A região vem crescendo e tem demanda para um aeroporto de cargas. Como o estado se industrializou bastantes, um aeroporto de cargas que não tenha uma limitação de pista, pensando na área industrial de Curitiba, o pólo logístico que é a região de Ponta Grossa, estamos entre esses dois pólos. Faz todo sentido a localização “.
“É um aeroporto privado desde sua concepção, não um aeroporto público em que está sendo cedida a concessão. Para aviação executiva, já tem vários projetos no Brasil, mas o aeroporto de carga, comercial de carga, é inovador e tem seu tempo de maturação, inclusive no licenciamento”, diz.
O projeto também prevê a construção de uma rodovia que vai ligar a BR-277 ao Aeroporto. O pedido de licença para o início do empreendimento foi protocolado na Secretaria Nacional de Avião Civil.
O grupo JMalucelli, tutor do projeto, espera atender todas as providências solicitadas pelo órgão até o fim do ano. Depois disso, o projeto entra em fase de captação de recursos e execução.



OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário