quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Técnico do Prude fala sobre o desafio da 1ª Divisão



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RÁDIO NAJUÁ Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias)

O presidente do Prudentópolis Futebol Clube, Roberval Machado (Machadinho), confirmou, na semana passada, a contratação do ponta-grossense Milton Rogério Harassen de Oliveira, o "Milton do Ó", como treinador da equipe para a temporada 2017. O novo técnico terá como desafio comandar o elenco em seu retorno à elite do futebol estadual, na Primeira Divisão do Campeonato Paranaense.
O ex-zagueiro foi revelado pelo Paraná Clube, e também atuou pelo Atlético Paranaense, Goiás, Fluminense, Olympique de Marseille (em Marselha, na França) e teve passagem pela seleção brasileira de base. Como treinador, já passou pelo Paraná Clube, pelo Juventus (SC) e pelo J. Malucelli.
Milton estava à frente do Sub-19 do J. Malucelli quando recebeu o convite para integrar a comissão técnica do Prude. O técnico revela que, pela sua relação com a cidade, com o clube e até mesmo pelo crescimento pessoal e profissional, aceitou de bom grado o convite. Milton vai atuar ao lado do irmão, Marcelo do Ó, que acertou contrato com o clube em novembro, como gestor técnico.
Enquanto finalizava a campanha do J. Malucelli no Sub-19, Milton já atuava nos bastidores da montagem da equipe do Prudentópolis, ao mesmo tempo em que a presidência do clube mantinha o suspense sobre o nome do novo técnico. “Tinha que finalizar o trabalho lá; foi o que eu disse para o presidente aqui, que não podia deixar por lá as coisas abertas, pelo menos finalizar o trabalho que tinha iniciado, para que pudesse, de maneira bem consciente e tranquila, reiniciar o trabalho aqui”, relata.
O J. Malucelli, então comandado por Marcelo do Ó, foi responsável pela eliminação do Iraty, na semifinal do Campeonato Paranaense Sub-19. A equipe da Capital ficou com a segunda posição ao ser derrotado pelo Atlético/PR na final. “É uma grande vitória para nós termos ido para a final. O presidente mesmo [do J. Malucelli] nos passou isso, passou para os atletas. Não trouxemos nenhum jogador de fora da cidade, era todos atletas da cidade. Só treinávamos de segunda a sexta, um período. Muitas coisas, muitas dificuldades que tivemos. Então vemos como uma grande vitória conseguirmos tirar o Coritiba e o Londrina da grande final”, comenta.Trabalho em família. MATÉRIA COMPLETA.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário