quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Souza Cruz reajusta tabela do fumo em 8,35%



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RÁDIO NAJUÁ Imagem: Paulo H Sava (Rádio Najuá)

Entidades que representam os produtores do setor fumageiro no Sul do País iniciaram, recentemente, na sede da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), as negociações sobre o preço do tabaco a ser praticado para a safra 2016/2017. No dia 22 de novembro, as entidades debateram o custo da produção e a projeção da safra. Durante reuniões individuais com as fumageiras foi apresentado o pedido de reajuste de 10,9% em relação ao preço praticado na safra anterior (2015/2016).
De acordo com o presidente do Sindicato Patronal Rural de Irati, Mesaque Kecot Veres, o valor apresentado é composto pela variação do custo, de 7,3%, mais 3,6% de aumento real. A Souza Cruz, até agora a única a apresentar contraproposta, ofereceu 7,4% de reajuste. “Pela primeira vez, acima do nosso custo de produção”, salienta Mesaque. Ao final das negociações, o reajuste, pela Souza Cruz, ficou em 8,35%.
Pela tabela de reajuste da Souza Cruz, o valor do tabaco Virgínia classe BO1 sobe para R$ 11,64 o quilo, ou R$ 174,60 a arroba (15 quilos). Para a classe TO2, o preço do quilo será de R$ 9,35 e de R$ 140,25 a arroba.
A expectativa dos produtores é a de que a proposta a ser apresentada pelas demais fumageiras acompanhe a variação de preços apresentada pela Souza Cruz. MATÉRIA COMPLETA.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário