quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Após ação do Flu, torcedor também pede perdão a colorados hostilizados



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1 Imagem: Divulgação

Depois de o Fluminense dar uma camisa oficial e uma carta de desculpas do presidente Peter Siemsen ao torcedor do Internacional José Joaquim Jacques, coube a Bruno Vargas Costa fazer o mesmo. Torcedor tricolor que aparece nas imagens hostilizando o senhor de 51 anos e outros colorados que estavam com ele em um trem no Rio, na volta da partida entre as duas equipes no último domingo. Bruno entrou em contato com Jaques na tarde de terça-feira por telefone e se disse arrependido do episódio. Ele conversou também com Daniel, outro que aparece no vídeo, e repetiu o discurso.
O vídeo foi parar na internet e rendeu muitas críticas ao torcedor. Mais do que isso: ele teve seus dados vazados na rede e recebeu ameaças. Precisou cancelar sua linha de celular e se mudar. Arrependido, Bruno avisou que vai cumprir as punições determinadas pela Justiça para servir de exemplo. Ele ainda não recebeu qualquer intimação, mas foi avisado de que será denunciado pelo Ministério Público do Rio por injúria qualificada e incitação à violência por intermédio do Juizado do Torcedor.
- Fiquei muito envergonhado perante a minha família, os meus amigos, e o Brasil inteiro pela atitude infantil. Liguei para o Jacques, que me atendeu com cordialidade e aceitou o meu pedido de desculpas. Quero encontrá-lo pessoalmente como o Abel sugeriu. Sugeri esse encontro e ele aceitou - disse Bruno ao GloboEsporte.com.
Apaixonado pelo Fluminense, Bruno tem 40 anos e foi a quase todos os jogos do clube no estado do Rio de Janeiro desde 1994. Acompanha o clube desde 1982 e, segundo suas contas, esteve em 988 partidas do Tricolor até o último domingo. O episódio, no entanto, o fez decidir se aposentar das arquibancadas.
- Quem me conhece sabe que sou uma pessoa de boa índole. Acompanho o Fluminense desde 1982 e nunca me envolvi em qualquer tipo de briga ou confusão. Reconheço que foi um ato ofensivo, hostil e injustificável. Não é motivo de desculpa, mas sob efeito alcoólico perdi a cabeça com xingamentos e ofensas gratuitas. Por mais que eu me retrate com todos e as pessoas até venham a esquecer do episódio, minha imagem ficará sempre marcada por aquela atitude. Acredito que isso servirá pelo menos de lição para muitos torcedores que extrapolam nas gozações. Mesmo assim decidi me aposentar dos estádios. Trata-se de uma punição pessoal que aplicarei a mim mesmo pela atitude ridícula e inaceitável que cometi - garantiu. 
MATÉRIA RELACIONADA:
Fluminense repudia ofensas a colorados no metrô após o jogo.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário