terça-feira, 22 de novembro de 2016

Menino de Irati que luta contra linfoma recebe alta e distribui pirulitos em hospital



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: RPC Imagem: Thais Kaniak (G1)


Depois de seis meses internado no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, Jonas vai voltar para casa nesta segunda-feira (21). O menino de 12 anos lutou contra um câncer, um linfoma no intestino, considerado agressivo pelos médicos que fizeram o diagnóstico.
No último dia de internamento, Jonas distribuiu pirulitos e balas em copos de plásticos. Ele fez questão que todos passassem no quarto para pegar uma guloseima. A gratidão de Jonas à equipe de médicos, enfermeiros e psicólogos ganhou forma de doce.
Essa foi uma das maneiras que ele encontrou para agradecer, junto com cartinhas escritas aos profissionais que o acompanharam, Para Jonas, o atendimento de toda a equipe foi muito importante: "Se não fosse eles, não teria conseguido".
De malas prontas, Jonas já sabe o que vai fazer assim que chegar a Irati, na região central do Paraná: abraçar o pai, os oito irmãos e comer um churrasco preparado especialmente para ele.
Os abraços e o churrasco são apenas as primeiras coisas que o garoto pretende fazer. Durante o período que ficou em tratamento, Jonas fez um cartaz. Ele dividiu a cartolina, colada no quarto do hospital, em duas partes. Uma linha separa o que ele fez antes do linfoma do que ele fará a partir de agora.
Como toda criança, jogos de futebol e de vôlei, brincadeiras de esconde-esconde e pega-pega, banhos de piscina e passeios de bicicleta estão entre as atividades que Jonas costumava fazer.
Sonhos
Com o câncer vencido, os objetivos vão além de soltar pipa ou devorar uma deliciosa lasanha. Jonas quer ser médico para atender as crianças com câncer da cidade onde mora.
"O Doutor Hugo [um dos médicos que cuidaram de Jonas] teve câncer quando era criança. Me inspirei nele. Quero abrir uma clínica para tratar das crianças", disse. Ciente de que terá que estudar muito para ser médico, Jonas, que está no 7º ano, contou que adora matemática – é a matéria preferida dele.
O garoto ainda revelou outra vocação: o futebol. Ele garantiu que dentro do campo joga em qualquer posição e que o time em que joga está desfalcado sem ele. "Meus amigos contaram que estão sentindo minha falta", afirmou.
Jonas quer também dar aulas de futebol. O menino explicou que o pai tem uma escola de futebol. "Depois que ele parar de dar aula, eu vou dar".
Inclusive Jonas pretende aproveitar o espaço do pavilhão, onde ocorrem as aulas, para ajudar pessoas carentes. "Vou fazer sanduíches e sucos e dar cobertores para os mendigos", disse.
Jonas também já está pensando na balada, afinal ele adora dançar, principalmente, funk e sertanejo.
Os sonhos de Jonas provavelmente não cabem no cartaz azul escrito por canetinhas coloridas. Eles foram essenciais para a recuperação do garoto, que passou por momentos difíceis e de dor durante o tratamento (cirurgia e quiomioterapia), mas que nunca deixou de acreditar.
"É muito sofrimento, é muita picada", explicou. Pouco antes de sair do hospital, Jonas contou que se sente um guerreiro. "Se você não lutar, você não vai para frente, só pensa em coisa ruim", disse.
Os seis meses de hospital lhe renderam amigos, outras crianças que estavam ali se tratando. Jonas contou que vai visitá-los e que a amizade não vai ficar apenas nas redes sociais.
Às crianças que enfrentam câncer, Jonas tem um recado: "Se você tiver câncer, não pode desistir. Tem que ter fé que vai vencer e buscar a Deus".
Força e fé também são as palavras de Sônia Mara Rosa Domingues, mãe de Jonas. "Tendo fé, a gente vence", disse.
"Foi muito difícil, uma batalha. Mas, graças a Deus, ele venceu", comemorou. Agora, é hora de celebrar. Assim como Jonas, Sônia também estava na expectativa para voltar a Irati. "Vai ter festa lá em casa!".

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário