segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Empresário de tradicional restaurante desconfia e funcionário de confiança é preso por desvios financeiros



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: BANDA B Imagem: Policia Civil


Funcionário de confiança de um tradicional restaurante do bairro Cabral, em Curitiba, Marcelo Henrique de Freitas, de 41 anos, foi preso na última sexta-feira (25) suspeito de realizar vários desvios financeiros. A suspeita partiu do próprio dono do estabelecimento, que estranhou a sequência de prejuízos, e entrou em contato com o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) no início da semana. Com ele e com a esposa, que também acabou detida, foram apreendidos 15 carros de luxo.
De acordo com o delegado Rodrigo Brown, Freitas trabalhava no setor financeiro do restaurante e tinha acesso a todas as contas bancárias. Com os dados, ele passou a fazer transferências e fraudar documentos. “Em vias de ser demitido, ele se apropriou da documentação para tentar evitar que a fraude fosse descoberta. A esposa dele é empregada doméstica desempregada e contava com pelo menos 11 veículos em seu nome, o que causou estranheza ao longo da investigação, já que é incompatível”, explicou.
A detida foi identificada como Fernanda Maria Rosa, de 37 anos. Na casa da irmã dela, o Cope ainda encontrou parte de uma carga de alimentos desviada do restaurante.
Advogado da vítima, Cláudio Dalledone, comentou que o golpe foi muito bem articulado e que o funcionário é membro de uma quadrilha com ramificações em outros estados. “Essa pessoa se infiltrou na família do empresário. Foi criado um plano e quantias exorbitantes foram enviadas. Somente a partir de agora vamos poder realizar uma auditoria e saber o tamanho do rombo”, disse.
Na casa do casal, os policiais encontraram duas BMW, dois Audi, dois Camaro, um Corvette, Ford Edge, Fremont, Toro, uma Amarok, um Optima, dois Maréa e um Golf. Freitas confessou que comprava os veículos para trabalhar com a revenda. Os policiais ainda encontraram cerca de R$ 8 mil em dinheiro. No Centro de Curitiba, os policiais encontraram outra parte da carga. Lá, foram apreendidas diversas munições de uso restrito, além de três armas com registro vencido, uma máquina de recarga de munição e insumos de recarga. Júlio Takeshi Saito foi detido em flagrante e vai responder por posse ilegal de munição de calibre restrito.
O casal teve a prisão preventiva decretada e responderá por estelionato e lavagem de dinheiro. Ambos permanecem à disposição da Justiça.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário