quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Ministro quer mudanças na CLT que 'não defendam só o empregado'



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: G1 Imagem: G1


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse nesta sexta-feira (26), no Rio de Janeiro, ser a favor de mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) do Brasil. Para o magistrado, a legislação deve defender não apenas o empregado, mas o sistema de empregos e classificou como "vexatório" o atual número de desempregados no país – mais de 11 milhões de pessoas.
"Eu tenho a impressão que a CLT tem que passar por reformas e que nós também no âmbito da Justiça, da Justiça do Trabalho,  do Supremo Tribunal Federal, temos que fazer uma releitura atualizada da legislação. Hoje nós não temos só o desafio de proteger o empregado, ou o chamado ex-empregado. Nós temos que garantir o sistema de empregabilidade. Esse é o grande desafio", disse.
Pouco antes, durante apresentação de uma conferência na Fundação Getúlio Vargas sobre a jurisprudência do STF em matérias trabalhistas, Gilmar Mendes disse que há na legislação uma posição "paternalista" em relação aos trabalhadores e que isso precisa ser mudado. "Me parece que essa ideia de superproteção precisa ser revista ou ao menos criticada", disse.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário