terça-feira, 28 de julho de 2015

TV Cultura tira sinal das parabólicas para economizar dinheiro



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Uol Imagem: Divulgação

Em uma crise sem precedentes, a TV Cultura de São Paulo adotou outra medida para tentar economizar dinheiro sem realizar novas demissões.
Segundo a jornalista Cristina Padglione, a TV pública saiu das parabólicas para economizar um aluguel de frequência de cerca de 350 mil reais. Com isso, o canal deixa de ter a audiência de cerca de 30 milhões de pessoas que possuem as antenas em todo o Brasil, segundo o Ibope.
Desde o início deste mês de julho, mais de 50 demissões foram feitas. Além disso, apresentadores também estão de saída, como Marina Person. Âncora da edição dominical do "Metrópolis", a ex-MTV não teve seu contrato renovado.
Em recente conversa com o jornal Folha de S.Paulo, Marina lamentou: “Foram quatro felizes anos. É uma tristeza o que estão fazendo com a TV Cultura”. Neste ano, o governo estadual reduziu o orçamento repassado à fundação Padre Anchieta, mantenedora da Cultura, o que gerou uma queda na receita publicitária no primeiro semestre.
Em 2013, a TV recebeu 218 milhões de reais, enquanto agora o valor caiu para R$ 173 milhões, o que dificultou a vida financeira da emissora.




OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário