sexta-feira, 31 de julho de 2015

Julho termina com chuva e temperatura acima da média no Brasil



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: De Olho no Tempo Imagem: Divulgação

O mês de julho foi marcado por dois eventos de chuva extrema em parte da Região Sul do Brasil. Municípios do centro, noroeste, norte e oeste do Paraná, nordeste do Rio Grande do Sul e oeste de Santa Catarina acumularam no período mais de 300 milímetros de precipitação e com extremos superiores a 500 mm, o que elevou a anomalia positiva de precipitação para mais de 200 mm.
A rede de estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), no período entre 01 e 29 de julho, acumulou precipitação de 352,2 mm em Goioerê, PR, 407 mm em Xanxerê, SC e 448,0 mm em Campo Bom, RS.
A anomalia de precipitação também ficou bastante positiva em grande parte de Mato Grosso do Sul e São Paulo sendo que no território sul-mato-grossense, o evento de chuva volumosa ocorreu na segunda quinzena do mês e no interior paulista logo nos primeiros dias de julho.
Também se observou precipitação acima da média climatológica (1961-1990) em cidades do sul de Goiás e no centro, leste e norte de Mato Grosso. Áreas das Regiões Nordeste e Norte, também tiveram valores pontuais de chuva acima do normal para o mês, principalmente no leste de Pernambuco. Em Recife, o acumulado chegou a 419,4 mm de precipitação.
Já em grande parte do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima e Sergipe choveu menos em julho que a média para o período.
Como é normal nesta época do ano, centenas de municípios do oeste da Bahia, norte de Goiás, noroeste e norte de Minas Gerais, centro e sul do Piauí e sul de Tocantins, sequer tiveram precipitação acumulativa.

OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário