quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Unicentro oferece certificado para produtores orgânicos



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Fernanda Santos (Rádio Najuá) Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias/Rádio Najuá)


Foto: Divulgação
A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), por meio do curso de Agronomia, possui um projeto de parceria com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para certificar os agricultores que produzem alimentos orgânicos. A iniciativa tem o objetivo dar reconhecimento ao produtor, para que possa comercializar com mais propriedade os seus produtos.
Em entrevista à reportagem da Najuá, durante a Festa do Agricultor Familiar, no sábado (19), o engenheiro agrônomo da Unicentro, Diego Sousa, contou que a certificação é gratuita e dá segurança ao produtor. “Como benefícios, o agricultor terá um custo de produção menor, pois não vai comprar produtos. Além disso, se ele fizer parte de programas do governo, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), ele vai ter 30% a mais que o convencional”. Ele destaca que esses produtos diferenciados são saudáveis e não oferecem risco de contaminação a quem produz e consome.
O que é necessário para ter o certificado?
Sousa explica que, para o agricultor conseguir o certificado de produtor orgânico, é necessário obter uma documentação sobre a posse da propriedade, quem são as pessoas que trabalham no local e se há o uso de produtos proibidos, como agrotóxicos ou transgênicos, para a produção. “Todo o produtor que produz orgânico tem que guardar as notas de compra de insumo e sementes ou troca de produtos. Ele também tem que guardar as notas fiscais de venda, pois são importantes para comprovar o volume de quanto está produzindo”, esclarece.
Em relação às despesas, Sousa garante que todo o processo de certificação é gratuito. Segundo ele, o agricultor só terá gastos se for necessário fazer alguma melhoria para a produção na sua propriedade. “A partir do momento que conseguir o certificado, pode vender para todo o Paraná e, se tiver a documentação necessária, para o Brasil”. Possuindo o selo de orgânico, o produtor vai respeitar uma lei nacional.
Fiscalização
Mesmo depois da certificação, o projeto prevê a fiscalização dos produtos orgânicos para avaliar se as normas estão sendo seguidas. Diego comenta que ainda há no mínimo, duas vistorias, para garantir o segmento das regras da legislação orgânica, comprovando que não há nenhum contaminante.
Informações
O projeto da Unicentro atende toda a região de Guarapuava. Para conhecer melhor essa iniciativa, o telefone do departamento de Agronomia é o (42) 3629-8352.
Confira a entrevista com Diego Sousa ao repórter Élio Kohut:


OS COMENTÁRIOS NÃO SÃO DE RESPONSABILIDADES DO INTERVALO DA NOTICIAS. OS COMENTÁRIOS IRÃO PARA ANALISE E SÓ SERÃO PUBLICADOS SE TIVEREM OS NOMES COMPLETOS.
FOTOS PODERÃO SER USADAS MEDIANTE AUTORIZAÇÃO OU CITAR A FONTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário