quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Renovação do distrito industrial está entre as metas do prefeito reeleito de Prudentópolis



Gilvan Agibert (PPS) foi o primeiro prefeito reeleito desde a emancipação política de Prudentópolis em 1906 
By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Jussara Harmuch e Rodrigo Zub (Radio Najua) Imagem: Élio Kohut (Intervalo da Noticias)

 Gilvan Agibert, que se reelegeu para mais um mandato em Prudentópolis entrou para a história do município que nunca havia reconduzido um prefeito ao cargo. A entrevista completa com Agibert está disponível no final desta reportagem. Em entrevista à Najuá, ele lembrou que há quatro anos assumiu a administração da prefeitura com sérios problemas. “Tivemos problemas, mas seguimos com determinação”, comentou. Com base nesta experiência ele diz ser complicado criar muitos cargos e novas secretarias. “Ainda estamos em fase de discussão”, disse, referindo-se à possibilidade da composição do secretariado ser mantida a mesma.  Perguntado sobre suas propostas de campanha de renovação do distrito industrial e se a criação do Top 10, programa que premia um grupo de empresários de maior atuação na cidade, não concentraria incentivos, Agibert disse que seu foco de atuação não é limitado e que pretende trabalhar para construção de uma grande área industrial. Ele justificou que não pode realizar nada neste sentido até agora devido à falta do Plano Diretor da cidade. “Agora temos o Plano aprovado e vamos dar uma prioridade para atrair empresas e dar condições para as empresas locais (se desenvolver)”. A preocupação com o aumento do emprego também foi apontada. “Precisamos trazer empresas que vão dar emprego para a nossa população”, exemplificando que não adianta atrair uma construtora de veículos porque não existe mão de obra local qualificada.
Yazaki
A possibilidade da instalação de uma fábrica da empresa Yazaki em Prudentópolis, para fabricar chicotes usados em motores de automóveis que já são produzidos em Irati foi cogitada, mas não se confirmou. O prefeito lamentou o fato porque seriam criados 300 novos empregos diretos, além dos que hoje são ocupados por prudentopolitanos na unidade de Irati, explicou Agibert. Segundo ele, o que atrapalhou a negociação foi à demora no projeto e desmentiu os boatos de que a empresa havia dado preferência para Imbituva. “Por enquanto a instalação está paralisada, mas esta conversa de Imbituva é inverídica. Precisava apresentar um projeto global e envolve recursos do Paraná Cidade e nós não pudemos fazer isso antes de 6 de julho, por causa do calendário eleitoral que impedia. Como estava em cima da hora e a própria empresa estava com dificuldade com o sindicato, foi paralisado”.
Cemitério Municipal
A preocupação com o cemitério municipal que está lotado vai motivar uma reestruturação interna com a verificação de túmulos abandonados. “Muitos túmulos estão abandonados há anos e vamos dar um prazo para ajeitar. De qualquer maneira precisamos achar um terreno para isso, e precisa avaliar pelo IAP. Vamos colocar no orçamento do próximo ano”, disse.
Turismo
A introdução da matéria de turismo no ensino público foi bandeira de campanha do prefeito reeleito de Prudentópolis. Ele criticou atitudes de pessoas que divulgavam as belezas naturais da região, como as cachoeiras, sem oferecer estrutura turística adequada. “É preciso incentivar e estimular o potencial humano, ter seriedade no que vamos fazer. Não podemos divulgar as cachoeiras e não oferecer estrutura, isso é um falso turismo. Temos também mais de 120 igrejas e a cultura ucraniana que precisam ser mostradas”.
Salto São João
Segundo o prefeito, vai ser gasto cerca de R$ 1,6 milhão em melhorias no Salto São João, cachoeira com mais de 80 metros de altura localizada à 20 km do centro da cidade. Um terreno anexo ao Salto já foi comprado e será construído um mirante, além da ponte de concreto que vai dar melhor condição de acesso ao local.
Fortalecimento
Agibert também ressaltou durante a entrevista, a importância de eleger um representante da região e fortalecer a Amcespar para que os municípios que fazem parte da associação não sejam esquecidos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário