sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

PREFEITO É CASSADO E ESCOLAS FICAM SEM MERENDA

A prefeitura de Itaperuçu, município de 24 mil habitantes na região metropolitana de Curitiba, está sem comando desde o dia 14 de fevereiro, data em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou um agravo regimental que manteve a cassação do atual prefeito Neneu Artigas (PDT). O problema é que, na prática, o prefeito foi cassado mas não notificado. Com o feriado de carnaval, até hoje (23) a decisão do TSE não foi publicada em Diário Oficial e, dessa forma, Artigas não foi notificado oficialmente e o segundo colocado nas eleições e presidente da Câmara, Gerson Ceccon (PMDB), não pode assumir. Artigas já havia sido cassado pelo TSE em novembro do ano passado por problemas no registro da candidatura de seu vice. No final de janeiro deste ano,  Ceccon chegou a assumir a prefeitura mas apenas por dois dias porque o pedetista conseguiu voltar ao cargo diante de mais um agravo impetrado no TSE. Como a indefinição sobre o comando do município se arrasta há meses, as 3,5 mil crianças que estudam nas escolas municipais estão sem merenda desde o primeiro dia letivo, em 8 de fevereiro. O avô de duas crianças que estudam na Escola Municipal de Cândidos, em Itaperuçu, José Maria Code, disse que os alunos está até voltando pra casa por não ter merenda. "Na semana passada as aulas só duraram duas horas porque senão as crianças iam ficar com muita fome. Hoje, eles começaram a dar aula durante todo o período, mas as crianças reclamam de fome. Alguns professores estão dando bolachinha e chá com dinheiro do bolso, mas não tem nada de merenda. Alguns nem ficam na escola mais.  Até levei umas caixinhas de leite para ajudar, mas isso não pode ficar assim", diz o avó indignado. Desde a notícia da cassação, há nove dias, a prefeitura também está fechada para atendimento ao público. Os funcionários permanecem no prédio mas apenas para trabalhos internos. Há reclamações também de falta de médicos e outros problemas e diversas áreas de responsabilidade do pdoer municipal.  A Banda B conseguiu contato com o futuro prefeito do município, Gerson Ceccon. Ele disse que tudo o que está acontecendo de errado na cidade é de responsabilidade hoje do prefeito Neneu Artigas. "Estou aguardando a publicação da decisão do TSE para poder tomar posse dentro da lei, mas até então quem tem que responder pelo município é o Nenu Artigas. Ele ainda é o prefeito e está agindo de forma irresponsável. A merenda tinha que ter sido comprada", afirma Ceccon.
Ele acredita que pode normalizar o atendimento em uma semana, depois que assumir. "Já tenho experiência, fui vereador três vezes, fuis ecretário da educação, assumi a prefeitura outras vezes, conheço a cidade e sei que posso normalizar tudo em uma semana", garantiu
Versão do Prefeito:
Artigas disse que cosneguiu desbloquear as contas da prefeitura, mas admitiu que enfrenta dificuldades para pagar os fornecedores da merenda. "Quando eles bloquearam as contas da prefeitura, ficamos sem ter como comprar a merenda de três escolas, mas fizemos uma "vaquinha" entre nós e conseguimos comprar a alimentação das crianças. Não está faltando nada", garantiu. Sobre a reclamação de José Maria Code, avô de duas crianças da escola Municipal de Candidos, de que não há merenda para os alunos desde o dia 8, Artigas rebateu: "Este homem é mais sujo que pau de galinheiro. Ele estava no grupo que invadiu a prefeitura e é assessor do Ceccon. Ele está mentindo".

By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Denise Mello (Radio Banda B) – Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário