quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

PARA ACALMAR FILHA, MÃE DA VENENO P/ FILHA DE 03 MESES

Em depoimento prestado na madrugada desta quarta-feira (22) no Plantão Policial Sul de Sorocaba, interior de São Paulo, a mulher acusada de colocar pesticida no leite da mamadeira da filha de três meses disse ter ministrado um pouco do veneno apenas para "acalmar a criança, que não parava de chorar", conforme informou a Polícia Civil. “No momento em que o pai notou o que tinha acontecido e questionou sua esposa, ela respondeu que já tinha dado remédio para cólica, mas ela [a criança] não parava de chorar. Diante disso, resolveu colocar um pouco do pesticida na mamadeira, 'só para acalmá-la um pouco'”, afirma a delegada titular da Delegacia da Mulher, Jaqueline Coutinho, lendo a transcrição do depoimento.  A delegada conta também que a acusada enfatiza não ter se enganado em momento algum, que utilizou o pesticida por já ter tentado outros medicamentos e que o frasco ficava guardado no armário, junto com os remédios da criança. Diante desses fatos, a mãe foi indiciada por tentativa de homicídio e deverá aguardar a decisão da justiça na Cadeia Pública de Votorantim.
Próximos passos
A delegada Jaqueline Coutinho terá nove dias para relatar o inquérito ao Ministério Público, que irá decidir se denunciará ou não a acusada. “Irei ouvir as avós materna e paterna da criança, analisar o caso e preparar o material. Depois, enviarei uma cópia do inquérito ao juiz competente para que o poder familiar que a mãe exerce sobre a filha seja reavaliado””, explica.Em depoimento, o pai teria mencionado que a esposa sofria de depressão pós-parto, mas a acusada não possui nenhum laudo psiquiátrico que confirme essa condição clínica. “Sendo assim, essa afirmação pode não ser considerada. Com o atestado, ela poderia entrar na lei que rege o infanticídio, que possui pena menor”, esclarece a delegada.



By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Adriene Sousa (TV TEM)  - Imagem: TV TEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário