Radio Najua

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

MENINA DE 16 ANOS MARCA ENCONTRO PELA NET E É ENCONTRADA MORTA


O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil de São Paulo, investiga as causas e tenta identificar suspeitos pelo assassinato de uma adolescente encontrada morta na noite de quarta-feira (9) num conjunto habitacional popular no bairro do Campo Limpo, na Zona Sul da capital paulista. De acordo com o delegado Maurício Guimarães Soares, da Divisão de Homicídios do DHPP, a família da estudante  Thayna de Oliveira, de 16 anos, afirmou em depoimento que ela havia saído de casa por volta das 15h de quarta após ter conversado e marcado um encontro com alguém pela internet. “A jovem, que tem cerca de 16 anos e se chama Tainá, foi ao encontro às escuras marcado por uma dessas redes sociais na internet, chat de bate-papo, e apareceu morta. A investigação vai analisar o computador dela para tentar levantar com quem ela se relacionava no mundo virtual. Esse vínculo virtual surgiu de um mês para cá, segundo parentes dela”, disse o delegado Maurício Soares ao G1 nesta quinta (10). De acordo com o delegado, será apurado se a morte da jovem tem relação com algum amigo virtual com o qual ela se relacionava na internet. “Tudo ainda é muito recente, mas o departamento está trabalhando com afinco para esclarecer o caso e chegar aos culpados pela morte dela. Só posso dizer que foi uma morte violenta. Ainda não tenho informações de como ela foi morta. Terei esses dados mais tarde, após ver os relatórios da investigação”, disse Soares. O corpo dela foi achado no interior do conjunto de prédios próximo à Rua Antonio Canuti. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública, o caso havia sido registrado inicialmente no 37º Distrito Policial, no Campo Limpo, como homicídio qualificado. Pelo boletim de ocorrência, uma mulher que caminhava pela rua viu a jovem momentos antes do crime dentro de um carro com um homem. Perto do veículo havia uma corda. Posteriormente, quando a testemunha passou novamente pelo automóvel, percebeu que o veiculo não estava mais no local. Perto dali, viu a adolescente caída morta na calçada, perto dela um pedaço de corda. Havia marcas pelo pescoço da vítima.
By: INTERVALO DA NOTICIAS
Texto: Kleber Tomaz (G1) – Foto: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário