sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Novas regras no futebol testada entre Seleções de São Paulo e Rio de Janeiro



Várias inovações puderam ser testadas no amistoso entre cariocas e paulistas no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul. O jogo terminou com a vitória por 3 a 1 da equipe de São Paulo, mas as atenções estavam voltadas aos testes de novas regras para o futebol. Entre elas, o ritmo lento da partida não fez com que os treinadores sentissem necessidade de pedir os seus tempos técnicos de dois minutos, mas todas as outras novidades foram observadas. A primeira inovação testada foi a utilização do vídeo em lances polêmicos no gol do Rio de Janeiro, marcado por Dedé. O técnico Vagner Mancini pediu que o lance fosse revisto e um colegiado formado pelo árbitro Salvio Spinola, os auxiliares Roberto Braatz e Ednilson Corona, o 4º árbitro Rodrigo Braghetto, o assistente de vídeo Walter José dos Reis, além dos dois capitães Carlos Alberto, pelos cariocas, e Elano, pelos paulistas. Todos concordaram que o lance foi legal com exceção de Braghetto. Por maioria de 6 a 1, a jogada foi validada. O reforço do Santos para 2011 não gostou muito. No segundo tempo, foi a vez de Zico, que comandou o time do Rio de Janeiro, questionar um lance. Neymar caiu na entrada da área em disputa com Dedé, e Salvio Spinola assinalou a falta. O colegiado foi conferir o vídeo e, por unanimidade, concordaram com o árbitro principal. Na cobrança, Baiano fez um belo gol. Quanto às substituições ilimitadas, os técnicos usaram e abusaram desta experiência. Jogadores entraram e saíram durante o tempo inteiro. Já o cartão azul pintou quase no fim do segundo tempo. O zagueiro botafoguense Antônio Carlos reclamou de um pênalti a favor dos paulistas e levou a advertência, em que teve que cumprir dez minutos no banco. Ele retornou pouco antes dos descontos.
São Paulo iniciou com: Gustavo (Santo André); Paulo César (Prudente), Anderson (ex-Corinthians), Leandro Castan (Corinthians) e Diogo (São Paulo); Ralf (Corinthians), Baiano (Guarani), Elano (Santos) e Bruno César (Corinthians); Mazola (Guarani) e Dentinho (Corinthians). Entraram ainda: Neymar (Santos), Juninho Paulista (ex-São Paulo e dirigente do Ituano) e Fabrício (base do Corinthians).
Já o Rio de Janeiro foi formado por: Rafael (Fluminense); Léo Moura (Flamengo), Dedé (Vasco), Leandro Euzébio (Fluminense) e Marcelo Cordeiro (Botafogo); Fernando Bob (Fluminense), Somália (Botafogo), Carlos Alberto (Vasco) e Tartá (Fluminense); Diego Maurício (Flamengo) e Somália (Duque de Caxias). Entraram ainda: Toró (ex-Flamengo), Antônio Carlos (Botafogo) e David (ex-Fluminense).
Fotos e texto: Globo.Com
Programa Intervalo no Esporte (18:00 as 19:00 hrs) – Radio Cidade – www.cidade104fm.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário